Gastronomia e suas profissões

Ao contrário do que muitos possam pensar, o profissional formado em Gastronomia possui conhecimentos que vão muito além das habilidades técnicas para manusear e preparar alimentos.



Durante sua formação, este profissional aprende sobre gestão, segurança alimentar, processos industriais, valor nutricional e características dos alimentos, legislação relacionada à indústria alimentícia, criação de novos produtos e muito mais.


A Gastronomia tem se fortalecido e aumentado a cada ano, com isso a oferta de cursos acompanha essa tendência. No mundo inteiro, os chefs de cozinha estão em evidência e alguns podem ser até comparados como grandes celebridades. Muitos chefs estão sendo evidenciados por programas de televisão como o “Mestre do Sabor”, “Master Chef”, “Bake Off Brasil”, entre outros, enquanto outros são personagens de novela e filmes ou escrevem best-sellers, cada um trilhando e se destacando na área para o fortalecimento da profissão.


As atuações do profissional formado em Gastronomia são variadas. Ele pode atuar em:

- Restaurantes;

- Bares;

- Lanchonetes;

- Buffets;

- Indústrias, hospitais;

- Clubes sociais;

- Hotéis, entre outros.


Hoje existem até concursos públicos para profissionais da área. Além disso, o chef que é responsável pelo nome do estabelecimento e sua fidelização não é a única função da profissão de Gastronomia. O setor envolve as bebidas e a experiência de alimentação como um todo, o que requer várias posições de trabalho, como auxiliares de cozinha, sommeliers, pessoas para executar a limpeza, entre outros. O potencial de geração de empregos é enorme.


De áreas mais práticas às mais gerenciais, há diversas possibilidades para atuar no ramo da Gastronomia. Confira tudo a seguir.


1. Confeitaria e panificação


Se você é aficionado por sobremesas maravilhosas e pães com diferentes texturas e sabores, saiba que a confeitaria está entre uma das mais cobiçadas especialidades da Gastronomia. Entre as funções do chef de confeitaria, estão: · preparar receitas tradicionais e criar técnicas para a confecção de biscoitos, bolos, tortas e pães com variados tipos de farinha e recheios doces e salgados;

· criar sobremesas, coberturas e guloseimas. Nesse contexto, o chocolate ganha um grande destaque, até mesmo com esculturas artísticas;

· atuar em serviços de catering (refeições coletivas), ao criar decorações de mesas de buffets e trabalhar na cozinha de hotéis, navios de cruzeiro ou estabelecimentos comerciais.


2. Cozinha criativa


O chefs estão embarcando em verdadeiras experiências gastronômicas, que despertam todos os sentidos dos clientes, da visão ao tato. Nesse sentido, cozinha criativa é aquela que introduz novas técnicas de preparo para que os pratos alcancem originalidade em termos de cores, sabores, texturas e aromas, além de considerar o acabamento.